O COVID-19 terá um impacto na maneira como os consumidores abordam os produtos de beleza, especialmente quando consideram a segurança, a limpeza e o prazo de validade dos ingredientes.

 

COVID-19 é um catalisador para limpeza

Desde a sua criação, a beleza limpa evoluiu consistentemente para atender às necessidades e demandas dos consumidores. O que começou como uma tendência de ingredientes naturais se transformou em um movimento que incorporou elementos como segurança, transparência, práticas de fornecimento ou fabricação e uma série de outros fatores que influenciam o produto final. De acordo com a pesquisa da Mintel sobre tendências de ingredientes em beleza , quase metade das mulheres que usam produtos de beleza concorda que é importante entender os ingredientes usados em seus produtos de beleza.

O impacto sem precedentes do COVID-19 terá implicações na evolução da CLEAN BEAUTY. Antes do COVID-19, os consumidores mais  naturalistas evitavam ingredientes como conservantes e ingredientes artificiais em seus produtos de beleza devido a riscos à saúde. Com mais preocupação envolvendo estabilidade de prateleira e saneamento nas categorias de bens de consumo embalados (CPG), os consumidores estarão mais dispostos a aceitar esses ingredientes desde que as marcas forneçam evidências de eficácia e segurança, tanto da perspectiva da saúde quanto do meio ambiente.

 

Impacto COVID-19 na formulação

A chegada do novo coronavírus aumentará ainda mais a noção de que o natural nem sempre é melhor, principalmente quando se trata de segurança de ingredientes e prazo de validade. De acordo com a pesquisa da Mintel sobre beleza limpa , mais de um em cada 10 adultos concorda que os produtos limpos expiram muito rapidamente. Mais do que nunca, os consumidores examinam a segurança dos ingredientes e avaliam o risco de possível contaminação e expiração do produto. O futuro das formulações de ingredientes limpos dependerá de ingredientes sintéticos seguros, que podem melhorar a vida útil.

As marcas enfrentando mais pressão para transmitir segurança, longevidade e eficácia. Para evitar desconfiança, as marcas devem educar os consumidores sobre os benefícios e a estabilidade dos ingredientes sintéticos, ao mesmo tempo em que fornecem evidências e certificações / selos de aprovação que indicam segurança do produto.

Os produtos de beleza e cuidados pessoais também podem ser formulados sem água para atrair as preocupações ambientais e de segurança dos consumidores. Ao oferecer produtos em pó, os consumidores podem controlar o prazo de validade por conta própria. As fórmulas sem água não apenas reduzem a necessidade de conservantes, mas também minimizam o desperdício.

 

Impacto COVID-19 na embalagem

À medida que os consumidores se tornam mais conscientes sobre vírus e germes que vivem na superfície, os produtos empacotados de maneira a eliminar a necessidade de tocar o rosto se destacam. Os formatos de spray e stick nos cosméticos e no tratamento facial têm aumentado em popularidade e,  os produtos de beleza “sem toque” terão um aumento na demanda.

Os consumidores procurarão nas marcas orientações sobre como manter seus cosméticos limpos e seguros. Além disso, embora seja dada muita atenção à importância de limpar pincéis de maquiagem e dispositivos para a pele, as marcas podem apoiar os consumidores oferecendo dicas e truques para limpar produtos auxiliares, sem comprometer a eficácia e a segurança do produto.

A ansiedade e a incerteza causadas por esta pandemia levam a uma maior necessidade de produtos confiáveis e seguros. Os produtos que atenuam os riscos de contaminação utilizando formatos sem toque e oferecem maior prazo de validade aos consumidores que racionam suprimentos e  ou que não conseguem obter alternativas, destacam-se como seguros e confiáveis. Marcas que demonstram confiabilidade, transparência e disposição para tomar medidas para garantir a segurança do produto serão recompensadas pelos consumidores .

 

O impacto sem precedentes do COVID-19 terá implicações na evolução da CLEAN BEAUTY?

Antes do COVID-19, os consumidores naturais evitavam ingredientes como conservantes e ingredientes artificiais em seus produtos de beleza devido a riscos à saúde. Com mais preocupação envolvendo estabilidade de prateleira e saneamento nas categorias de bens de consumo embalados (CPG), os consumidores estarão mais dispostos a aceitar esses ingredientes desde que as marcas forneçam evidências de eficácia e segurança, tanto da perspectiva da saúde quanto do meio ambiente.

Aumentará ainda mais a noção de que o natural nem sempre é melhor, principalmente quando se trata de segurança de ingredientes e prazo de validade.

De acordo com a pesquisa da Mintel sobre beleza limpa , mais de um em cada 10 adultos concorda que os produtos limpos expiram muito rapidamente. Mais do que nunca, os consumidores examinam a segurança dos ingredientes e avaliam o risco de possível contaminação e expiração do produto. O futuro das formulações de ingredientes limpos dependerá de ingredientes sintéticos seguros, que podem melhorar a vida útil.

O COVID-19 é um catalisador para esse movimento, com as marcas enfrentando mais pressão para transmitir segurança, longevidade e eficácia. Para evitar desconfiança, as marcas devem educar os consumidores sobre os benefícios e a estabilidade dos ingredientes sintéticos, ao mesmo tempo em que fornecem evidências e certificações & selos de aprovação que indicam segurança do produto.

Os produtos de beleza e cuidados pessoais também podem ser formulados sem água para atrair as preocupações ambientais e de segurança dos consumidores. Ao oferecer produtos em pó, os consumidores podem controlar o prazo de validade por conta própria. As fórmulas sem água não apenas reduzem a necessidade de conservantes, mas também minimizam o desperdício. (Fonte: Mintel)

Deixe seu Comentário